Revista Rap

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
3030 canta sucessos no projeto Hip Hop Machine

3030 canta sucessos no projeto Hip Hop Machine

Baco Exu do Blues, Karol Conka, 1Kilo, Haikaiss, 3030, BK, Luccas Carlos, Gabz, Delacruz e BNegão formam o time de primeira grandeza do Rap brasileiro no projeto Hip Hop Machine, sob o comando do saxofonista Leo Gandelman. Com um EP acompanhado de quatro vídeos lançados por semana nos aplicativos de música, a série distribuída pela Milk em parceria com a Altafonte une o Jazz ao Rap em versões bastante inspiradas.

“Um estilo é feito pro outro e forma um encontro sensacional. A ideia dessa mistura já vem sido desenvolvida nos Estados Unidos e outros países há algum tempo. Na década de 90 teve seu auge, mas logo depois foi esquecida. Com o avanço do Hip hop, que é hoje um dos ritmos mais ouvidos em todo o mundo, a prática voltou”, conta Leo Gandelman que assina a direção artística do projeto, ao lado de Bruno Costa.  Ele revela que a ideia para o projeto surgiu após assistir o documentário “Quincy” , sobre a vida do cantor e produtor de discos e cinema, Quincy Jones.

Em “Hip Hop Machine”, cada artista, faz novas interpretações de quatro canções autorais, captado por uma câmera em movimento, transportando o público para dentro do estúdio onde os encontros musicais acontecem. Segundo Leo, “O improviso é o maior legado da música americana. Jazzistas como Charlie Parker e John Coltrane trouxeram a atitude para o ritmo o que significava criar o que está dizendo ao mesmo tempo que está fazendo. O improviso transcendeu o jazz e chegou ao Rap”.

“Fiquei tão feliz com o resultado que já estamos pensando numa segunda temporada”, finaliza o saxofonista.

No quarto episódio da série, o grupo 3030 canta os sucessos “Bom dia”, “Tudo que ela quer”, “Mundo de Ilusões”, e “Mensagem pra Eternidade”.

Você pode gostar:

Deixe um comentário