A produção musical do disco foi assinada pelo produtor e beatmaker Deryck Cabrêra.

“Crocodiloboy” é o novo álbum de Diomedes Chinaski

Lançamento de Rap, Rap Nacional

A produção musical do disco foi assinada pelo produtor e beatmaker Deryck Cabrêra.

Depois de diversos EPs e mixtapes, o pernambucano Diomedes Chinaski lança seu primeiro álbum, “Crocodiloboy”, que chegou às plataformas digitais nesta terça-feira (7). Com o projeto, o artista reflete sobre dores abstratas, sanidade mental, erros e aprendizados, além de abordar o chamado “Êxodo Nordestino”. 

Ouça “Crocodiloboy”

Chinaski traz, de forma contemporânea e tendo sua própria experiência como roteiro, a história de um nordestino que precisa sair de sua terra em busca de um sonho, descobrindo que não vai ser fácil. Com o coração aberto e sangrando mais do que nunca, o registro tem seu próprio texto, já escrito pela vida.

O título traz uma metáfora com a pele resistente do crocodilo, que é ativada como uma capa imaginária diante de uma situação de dor profunda. Uma proteção que causa uma falsa sensação de indiferença, uma neutralização do sofrimento. 

“A dor inevitável é o sentido da vida, desta e das passadas. A dor é o único caminho para evolução. O deslumbramento e os excessos mantém a gente escravo de um sistema físico, espiritual e mental”, conta.

Na sonoridade, o lançamento traz algo diferente do usual em um disco de rap. “Crocodiloboy” encontra-se com o jazz, gospel, neosoul, R&B e pitadas de rock. Diomedes sai da sua zona de conforto e mostra, com esse projeto, toda sua diversidade musical.

As referências foram samplers de souls antigos e noites regadas por Tim Maia. Entre os artistas inspiradores, cujas obras dialogam, estão Kanye West, Kendrick Lamar, Anderson Paak, Daniel Ceaser e Tyler The Creator.

A produção musical do disco foi assinada pelo produtor e beatmaker Deryck Cabrêra. O álbum conta com participações como a conterrânea e pernambucana Iara, a baiana Bibi Caetano, a carioca Jucy, o também conterrâneo Sagaz de Atalaias e os paulistanos Terra Preta e Choice.

“Crocodiloboy” é lançado pela produtora independente e nordestina Seabra Produção – que só trabalha com conterrâneos periféricos que estão em São Paulo – e está disponível nas plataformas digitais via ONErpm. O filme “Lágrimas de Crocodilo”, com direção de Barbara Vida, que conta a trajetória do personagem Crocodiloboy, está disponível no canal do cantor no YouTube.