Anúncio

Saiba um pouco mais sobre o rapper Menestrel

saiba um pouco mais sobre o rapper Menestrel
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Conheça um pouco mais sobre o Menestrel.

Yan Vinícius, o Menestrel, começou muito cedo sua carreira na música. Seu primeiro álbum, Relicário, criou uma estrada que o levou a trabalhar com nomes como Matuê, Froid, Costa Gold, Haikaiss, 1Kilo, Chino Oriente, Rap Box, Pineapple StormTv (Poetas no Topo). Muita coisa, né? Exatamente. O Relicário, com mais de 13 milhões de streamings, fez o Menestrel sair de Brasília para se tornar um nome relevante no rap nacional.

Além disso, entre EPs, turnês (pela Europa, inclusive) e vários singles, ele se compreendeu na música de outra forma e em 2020, anuncia o álbum Relicário Vol. II, que conta com as participações de Di Propósito, Cynthia Luz, Rashid, Grupo Menos É Mais, Kyan e Margaridas trazendo uma nova abordagem pra musicalidade e pros temas do Menestrel. O álbum tem lançamento para o dia 28 de agosto de 2020 em todas as plataformas.

Aos 21 anos, Yan Vinícius, o Menestrel, tem 5 anos de carreira. Seu início se deu ao assistir se identificar com a sonoridade de Filipe Ret & LK do 3030, por trazerem um misto de rap carregado de melodia. Yan ainda não sonhava com o que estaria por vir. E foi na batalha do relógio em Brasília em 2015 que esse desejo nasceu, ao pegar o microfone pela primeira vez.

Começou a gravar com o rapper Froid, iniciando a construção de um homestudio, e nesse desenvolvimento deram a luz ao disco 2ª Via do grupo Um Barril de Rap, lançado dezembro de 2015.

Após esse feito, o cantor se mudou para o Rio de Janeiro por seis meses, a convite da Pineapple para gravar seu primeiro disco. Em setembro de 2016 que juntamente com Froid, estreou com o single Lamentável atingindo um novo marco, seu primeiro som com cerca 15 milhões de views, viralizando a música chegar até o jogador de futebol, Gabigol, que compartilhou um vídeo ouvindo a música no vestiário. Em dezembro do mesmo ano, o rapper ganhou mais espaço na cena com a cypher, Poetas no Topo ao lado de nomes como Bk’, Djonga, Saint, Makalister e Jxnvs.

Durante essa fase, num show produzido por sua equipe em Fortaleza-CE, conheceu o trapper Matuê, e dessa parceria deu fruto a faixa Horta lançada em 2017, que bateu com mais de 13 milhões de views no youtube, abrindo as portas para seu primeiro disco Relicário, que externou todos sentimentos de Menestrel na época, alcançando mais 13 milhões de ouvintes.

Em 2019, após concluir sua turnê pela Europa, vem trabalhando em um novo projeto: Relicário Vol. II que encerra um grande ciclo na sua carreira para que enfim o artista possa viver sua identidade de forma completa.

Menestrel já foi pauta nos canais de comunicações como, Setlist no Music Box Brazil e Balanço Geral da rede Record de televisão. Sua última aparição foi em 2020 foi no programa Trace Brasil da rede TV com o videoclipe Hoje é Nosso Dia ft Duzão (grupo Menos é Mais) & Margaridas.

Anúncio