Anúncio

Zalc destaca “ecleticidade” da primeira edição do Esquenta BAILE DA GRU

Zalc destaca “ecleticidade” da primeira edição do Esquenta BAILE DA GRU
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Produtor reuniu diversos artistas em apresentações musicais no YouTube em formas de live, trazendo o Baile da Gru um pouca mais perto do público.

O “Esquenta BAILE DA GRU” abriu espaço para vários artistas se expressarem por meio de suas letras, misturando cultura urbana periférica com o trapfunk, Rap, pagodão baiano, piseiro e o sertanejo LGBT. Durante o mês de abril, seis
apresentações foram lançadas no canal do YouTube da Pandora Records, levando ao público músicas de artistas novos ou já consagrados.

Idealizado pela produtora Tati Jaime e pelo produtor e músico Rodrigo Zalc, o Baile, que seria um evento presencial, por conta da pandemia passou a ser um projeto musical e artístico, exibido no YouTube e contou com apresentações
de: A’DRY, Késia Estácio, Letícia Alcântara, Luana Hansen, Zerzil, Alice Marcone, Baobá e Bruna Black.

Passaram pelo estúdio artistas nos mais variados pontos da carreira, desde Bruna Black, Baobá e A’DRY que têm apenas 21 anos de idade, até alguém como a Luana Hansen que já tem 20 anos de trajetória no RAP e turnê pela Europa. Outra artista conhecida pelo público é a Késia Estácio, que já foi a Elza Soares nos musicais e atualmente é atriz da Globo. Porém, todos eles são fonte inesgotável de talento! Eu próprio, que fiz o cast, me surpreendi todos os dias ao ver acontecer ao vivo no estúdio, tantas performances incríveis. Pra mim é muito satisfatório poder ao mesmo tempo abrir espaço pra essas pessoas se apresentarem e poder aprender tanto com cada um e cada uma.“, falou Zalc.

O Esquenta BAILE DA GRU levou ao público diferentes ritmos, refletindo o gosto musical do produtor.

O LINE-UP com certeza reflete o meu gosto musical eclético. Hoje em dia com os streamings acho que todo mundo é um pouco assim, mas talvez eu seja um pouco a mais (risos). Teve Rap, Trap, Funk, R&B, Afrobeat e até QueerNejo –
o novo Movimento do sertanejo LGBT, que no nosso episódio no Baile da GRU foi representado pelo Zerzil, um cantor que produzo, e Alice Marcone, outra voz incrível. Essa variedade, pra quem gosta e trabalha com música, é muito rica, e mantém a gente aprendendo sem parar.
”, concluiu o produtor.

Enquanto não voltam os eventos presenciais, com aglomeração, o Esquenta Baile da GRU segue dando oportunidade para novos artistas da cidade de Guarulhos e que queiram se apresentar nas lives. Além disso, o público poderá assistir em breve alguns clipes produzido por Zalc, com artistas que participaram dessa primeira rodada de apresentação.

Anúncio